News

29/08/2018 - AI não é só chatbot, sentencia presidente da IBM Brasil

Tonny Martins, há oito meses à frente da Big Blue em solo nacional, aponta que o potencial da tecnologia vai muito além, beneficiando diversos setores

Democratização da inteligência artificial


Martins revelou que seu desafio no Brasil é dar sequência ao trabalho bem-sucedido nos últimos anos da empresa e acelerar resultados, não só no médio, como no curto prazo. O time está empenhado em aprimorar negócios, impulsionando suas jornadas de transformação, resumiu.


Já há alguns anos, a IBM leva ao mercado a mensagem de transformação pautada pela nuvem, inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) e mais recentemente computação quântica e blockchain. Contudo, o maior desafio hoje da empresa talvez seja democratizar a inteligência artificial. AI não é só chatbot. Seu potencial é muito maior do que esse, sentenciou ele.


A automação de tarefas, contou, melhora e acelera negócios, gera insights e abre oportunidades sem precedentes. Diversos mercados, como indústria financeira e saúde já começam a presenciar esses benefícios, completou.


Mas para extrair os benefícios da tecnologia, Martins acredita que iniciativas do tipo não podem ser pontuais, ou mesmo desconectadas. Ao adotar essa postura, empresas terão em cinco anos um legado digital. Não adianta criar chatbot se não desenvolver um modelo de transformação digital.

Um dos exemplos de empresas que conseguiram extrair o máximo potencial da inteligência artificial foi a Saint Paul Escola de Negócios, que colocou em prática o LIT. O LIT oferece a possibilidade de o aluno acumular microcertificações, formando suas jornadas de aprendizagem e ainda aproveitar as certificações acumuladas para um Programa de MBA da Saint Paul.


A ferramenta de aprendizado contínuo, totalmente digital, também agrega recursos de inteligência artificial e elimina conteúdos já aprendidos em outros cursos, propondo uma aprendizagem mais rápida e assertiva. Ainda falando sobre AI, o executivo destaca o tutor virtual Paul, baseado em IBM Watson, que sugere o que e como o aluno deve aprender.


Educação como pilar


Depois de completar intensos oito meses à frente da IBM Brasil, Martins já conseguiu imprimir sua marca na gestão. Uma das frentes que o executivo tem apostado é em educação, interna e externa.


Internamente, uma das frente nesse sentido é o trabalho de reskilling, ou seja, conceito que mostra a necessidade de atualização constante e em linha com as demandas profissionais atuais e futuras. Não só os colaboradores fazem parte dessa jornada, como os parceiros, que Martins definiu como fundamentais para a estratégia da empresa.


Com a bandeira do engajamento, Martins também elegeu 150 embaixadores na empresa para serem uma espécie de evangelizadores da transformação, influenciando o ecossistema para disseminar a estratégia da companhia. São líderes altamente engajados, revelou.


Também estamos próximos das universidades e dos desenvolvedores, comentou. Para desenvolvedores, a IBM completa o segundo ano de uma iniciativa diferenciada, o HackaTruck, projeto de capacitação profissional de estudantes de Instituições de Ensino Superior de Tecnologia da Informação em desenvolvimento iOS com aplicação em internet das coisas (IoT).


Horizonte promissor


O presidente da IBM Brasil conta que o ano será positivo para a empresa. Apesar de não citar números, ele contou que o Brasil segue investindo no segundo semestre. Estamos ganhando market share e conquistando empresas com base em nossos diferenciais de relação próxima ao cliente, conhecimento e referências, listou.


Apesar de a IBM ser associada aos projetos em grandes empresas, Martins desmitifica a crença de que os produtos da Big Blue se encaixam apenas nas estruturas de gigantes. As pequenas e médias, portanto, estão na mira da companhia. Trabalhamos com parceiros e centros educacionais para democratizar nossas tecnologias. Para se ter uma ideia, a área de Commercial, que agrega PMEs, é um das que mais crescem em solo nacional, afirmou o comandante da IBM Brasil.


Fonte: https://computerworld.com.br/2018/08/29/ai-nao-e-so-chatbot-sentencia-presidente-da-ibm-brasil/



Facebook Twitter LinkedIn Google+ WhatsApp Gmail Email Print



voltar



ATENDIMENTO

Estamos prontos para atender

Tenha a melhor solução para o seu negócio

Ligue: 0800 606 6047

(21)99973-5783

Fale conosco